Domingo, 25 de Julho de 2021
(45) 99102-6309
Opinião Artigo

A onda agora é bio

As empresas que olham para o mercado, analisam comportamento, conjunturas e tendências em busca de oportunidades já assimilaram que o tema “bio” deve estar na sua pauta.

07/07/2021 13h40
Por: Da redação
A onda agora é bio

Se a tendência nos negócios é a sustentabilidade, a onda agora é bio.

RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS PELO WHATS. ENTRE NO GRUPO

Bioenergia, biocombustível, bioinsumo, biotecnologia, bioplástico. É bio pra todo lado.

As empresas que olham para o mercado, analisam comportamento, conjunturas e tendências em busca de oportunidades já assimilaram que o tema “bio” deve estar na sua pauta.

Assim como não podem deixar de fora a agenda ESG que expliquei neste artigo (https://pretonobranco.com.br/noticia/12734/por-que-as-empresas-querem-aderir-a-moda-esg)

A bioeconomia é um modelo de negócios que está ligado ao uso de recursos naturais de forma sustentável. Sendo assim, a geração de renda e riqueza ocorre a partir de tecnologia e inovação aplicadas aos recursos biológicos.

Eu diria que a sustentabilidade é a teoria, a meta a ser alcançada; enquanto a bioeconomia é a prática, o negócio girando.

A onda bio está alinhada com o posicionamento de grandes corporações, as quais enfocam a sustentabilidade; assim como está em harmonia com o marketing 5.0, em que as marcas se mostram responsáveis e apoiam causas sociais e ambientais para conquistar clientes e investidores.

Conforme a Confederação Nacional das Indústrias, a bioeconomia está presente na produção de vacinas, enzimas industriais, novas variedades vegetais, biocombustíveis, cosméticos, entre outros.

No agronegócio, inclusive, a bioeconomia veio com força novo Plano Safra, que disponibilizará maior volume de recursos para essa modalidade de financiamento. Se enquadram nela a instalação de biofábricas, as atividades de produção de bioinsumos e biofertilizantes, de energia renovável e sustentável (a partir de biogás e biometano) e adoção de práticas conservacionistas de uso, manejo e proteção dos recursos naturais (reserva legal, áreas de preservação permanente APPs, inclusive correção da acidez e da fertilidade do solo), além de agricultura irrigada.

O Brasil possui a maior biodiversidade do mundo, portanto, desponta pelo seu grande potencial de se destacar na bioeconomia mundial. Para isso, é importante investir em pesquisas sobre biociências, tecnologia e inovação, além de articular a transferência de tecnologias.

Que tal usar bioenergia para produzir bioprodutos comercializados em bioembalagens? Será que já podemos nos considerar bioconsumidores?

O que podemos afirmar é que os esforços para a transformação dos sistemas de produção com vistas à substituição de recursos fósseis e não renováveis é um caminho sem volta.

A bioeconomia movimenta no mercado mundial cerca de 2 trilhões de Euros e gera cerca de 22 milhões de empregos, segundo dados da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD).

Portanto, está aí um uma gigantesca porta de oportunidades. Basta articular as fortalezas da sua empresa nessa direção.

Biosucesso a todos!

TAGS: bioeconomia, sustentabilidade, negócios, tendências, corporativo, empresas

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Carina Walker
Sobre Carina Walker
A autora é jornalista e investidora.
Cascavel - PR
Atualizado às 03h26 - Fonte: Climatempo
14°
Poucas nuvens

Mín. 13° Máx. 26°

14° Sensação
19.6 km/h Vento
50% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (26/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 26°

Sol com algumas nuvens
Terça (27/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 17°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias