Sábado, 21 de Maio de 2022

Poucas nuvens

Cascavel - PR

BRDE Paraná

Parceria entre BRDE e Sistema Ocepar ajuda a consolidar crescimento do Paraná

Na manhã desta sexta-feira (03) aconteceu o Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses 2021, evento que celebrou a união entre a Organização ...

03/12/2021 às 16h20
Por: Da redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:

Na manhã desta sexta-feira (03) aconteceu o Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses 2021, evento que celebrou a união entre a Organização das Cooperativas do Paraná (Sistema Ocepar) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). Estiveram reunidos no Espaço Cultural BRDE - Palacete dos Leões, em Curitiba, o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, o diretor-presidente do BRDE, Wilson Bley Lipski, o vice-governador do Paraná, Darci Piana, e outras autoridades do mundo cooperativista.

O encontro, que teve como foco a celebração dos 60 anos do BRDE e dos 50 anos do Sistema Ocepar, também foi transmitido ao vivo pelo canal do BRDE no Youtube e pela TV Paraná Turismo. 

No ano de fundação da Ocepar, em 1971, havia 60 mil cooperados no Paraná. Hoje, são aproximadamente 2,4 milhões. Ricken ressaltou a importância da união das cooperativas com o BRDE para transformar o Paraná na 5ª maior economia do País.

“Não tem como imaginar o Paraná sem as cooperativas. Mesmo com todas as dificuldades, estamos sempre criando oportunidades, porque o cooperativismo mantém suas estratégias de desenvolvimento. Onde há cooperativas, há empresas e renda”, destacou.

Wilson Bley classificou o BRDE como a casa dos cooperativistas do Paraná. “Como paranaense, me orgulho muito de viver num Estado que tem esse sistema de cooperativismo. Os cooperados contribuem com a maior transformação possível: a social. A nossa parceria é missão do banco. Projetamos ainda mais 50, 60, 110 anos de sucesso”, afirmou.

A cooperação entre Sistema Ocepar e BRDE originou muitos frutos ao longo da história. Hoje, 217 cooperativas compõem o sistema, gerando 117.900 empregos diretos e faturando mais de R$ 100 bilhões por ano.

“As cooperativas organizam insumos, logística, crédito. Onde estaríamos hoje com a nossa agricultura se não fossem as cooperativas?”, questionou Darci Piana. 

O vice-governador ressaltou os benefícios trazidos pelos recursos do BRDE e destacou a importância de um governo que garanta um panorama propício para o desenvolvimento dessas parcerias. “As cooperativas aproveitam muito esses recursos, e nos orgulha falar de um banco que tem seguido sua missão. A soma dos dois juntos é motivo de orgulho, e resta ao Governo do Estado fazer sua parte de dar suporte. Não ficaremos para trás nisso”, disse. 

PRÊMIO OCEPAR – Honraria instituída pelo Sindicato e Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar) há 44 anos, o Troféu Ocepar de 2021 foi entregue ao diretor-presidente do BRDE, Wilson Bley, que representou o Banco, principal instrumento de apoio financeiro das cooperativas e do agronegócio no Paraná ao longo de toda essa história.

Criado dia 15 de junho de 1961 pelos governadores do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, o BRDE nasceu para desenvolver econômica e socialmente a região. Desde então, atuando dentro das linhas do BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, vem apoiando de forma expressiva o setor produtivo dos três estados. A união duradoura deu origem ao tema do Encontro Estadual dos Cooperativistas Paranaenses deste ano: BRDE 60 Anos, Sistema Ocepar 50 Anos – Juntos, construindo a história.

Ao receber a honraria, Wilson Bley, acompanhado pelo diretor administrativo do banco, Luiz Carlos Borges da Silveira, agradeceu e dedicou a conquista aos funcionários do BRDE. “Quero deixar meu agradecimento a cada um que contribui com a construção do BRDE. Foi com a força de cada um que nós construímos essa grande instituição que dá apoio às cooperativas”, disse. Por fim, reafirmou o compromisso da instituição de trabalhar para trazer emprego e renda, com políticas públicas que garantam as mesmas oportunidades a todos.

Também foi agraciado com o Troféu Ocepar o cooperativista Frans Borg. Holandês de nascimento, imigrou com a família para Castro quando tinha 2 anos de idade. Fez seus primeiros estudos em Castro e formou-se em Agronomia em 1974. No ano seguinte, tornou-se o primeiro engenheiro agrônomo da Colônia Castrolanda, cooperativa que presidiu por 24 anos, de 1996 a 2019. Hoje, o cooperativista é conhecido como o homem que revolucionou Castrolanda, com seu trabalho para construir uma sociedade mais justa.

Em seu discurso, o homenageado agradeceu a família e as oportunidades que recebeu, destacando a importância da educação em sua vida. “Tenho muita gratidão por ter cursado uma faculdade, especialmente considerando que apenas 8% da população mundial têm acesso às universidades. Então, se ganhei oportunidades como essa, também tenho que contribuir para a sociedade”, afirmou.

COOPERATIVISMO– Em entrevista gravada especialmente para o Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses, Bruno Laskowsky, diretor de Crédito Indireto para Micros, Pequenas e Médias Empresas e Cooperativas do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), destacou o Paraná como exemplo de modelo cooperativo. Segundo ele, o cooperativismo é um caminho promissor para o desenvolvimento social.

“Temos um desafio em relação à produtividade da economia e também à desigualdade de renda, e incentivar a produtividade através do elemento das cooperativas é um dos caminhos para melhorar a competitividade da economia brasileira e também a desigualdade social”, disse.

O diretor se solidarizou com as vítimas de Covid-19 e seus familiares, destacou o esforço de todos frente às demandas econômicas que a pandemia também gerou e fez algumas apostas para o futuro que se aproxima. “A parceria entre público e privado é fundamental para o desenvolvimento do País e todos os mecanismos desenvolvidos durante a pandemia vieram para ficar. Além disso, acreditamos muito no mercado de carbono, no desenvolvimento sustentável. Queremos uma atuação conjunta do BNDES, do BRDE e da Ocepar: juntando crédito com a preocupação socioambiental, teremos um país mais forte para competir internacionalmente”, completou.

Também participaram do evento e pontuaram a importância do cooperativismo e da união entre o Sistema Ocepar e o BRDE o atual presidente do Sistema OCB, Organização das Cooperativas Brasileiras, Márcio Lopes de Freitas, e Eduardo Giannetti, que conduziu a palestra “O Brasil e o Mundo Pós-Pandemia”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias