Sábado, 08 de Agosto de 2020
(45) 99102-6309
Opinião Covid-19

Transparência é fundamental na comunicação

Carina Walker*

09/06/2020 16h14
Por: Da redação
Transparência é fundamental na comunicação

Vai entrar para a história da comunicação brasileira a parceria firmada entre veículos midiáticos brasileiros com o objetivo de desenvolver um trabalho colaborativo visando garantir transparência na divulgação dos dados sobre a pandemia de Covid-19.

A iniciativa ocorreu nesta semana, depois que o governo federal adotou mecanismos para dificultar o trabalho da imprensa na obtenção das informações.

Primeiro, o Ministério da Saúde passou a atrasar o horário de disponibilização do boletim de dados, passando das 17 horas para as 22 horas, o que prejudicou a inclusão de informações atualizadas nos telejornais e jornais impressos.

Em uma segunda investida, os gestores federais alteraram a forma de divulgação dos dados, com o intuito de manipulá-los. Eles definiram que deixariam de fora da estatística os óbitos ocorridos em dias anteriores e cujos exames deram positivos no dia da contagem. Dessa maneira, a quantidade divulgada diariamente passaria a ser reduzida significativamente – uma estratégia para maquiar a realidade.

A Universidade Johns Hopkins chegou a excluir, temporariamente, o Brasil de seu levantamento global sobre coronavírus. A instituição detém o maior e mais atualizado levantamento sobre a pandemia no planeta.

Ao perceberem a tentativa de manipulação da quantidade de óbitos pelo governo, uniram-se G1, O Globo, Extra, Estadão, Folha e UOL. A parceria inédita entre estes veículos tem o intuito de mobilizar suas equipes de jornalismo para realizarem diariamente o levantamento de dados diretamente nas secretarias estaduais de saúde, sem depender do Ministério. 

A partir de então, passou a haver uma contabilização de dados paralela à realizada pelo governo federal, que, no entanto, não deixa de ser oficial, já que possui como fontes os órgãos estaduais.

O consórcio formado pela imprensa tem o propósito de oferecer a suas audiências dados mais fidedignos referentes à pandemia e seus impactos. 

Os diretores dos veículos consideram fundamental que haja transparência na comunicação dessas informações à população brasileira. Elas são imprescindíveis para que se tenha dimensão do problema, são essenciais para embasar a tomada de decisões, bem como podem influenciar no comportamento social.

Observamos, portanto, que o jornalismo brasileiro tem resistido fortemente aos obstáculos que lhe são impostos diariamente nas coberturas de pautas nacionais.

Ao tentar cercear a mídia dos verdadeiros números relacionados à doença no país, o governo federal ofereceu à imprensa a oportunidade de ratificar a sua natureza de guardiã da verdade factual, bem como o seu papel de socializadora da informação de interesse público.

Segundo o levantamento realizado pelo grupo midiático, o Brasil se aproxima dos 38 mil mortos pela Covid-19. 

Saúde a todos!

* A autora é jornalista e investidora

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Carina Walker
Sobre Carina Walker
A autora é jornalista e investidora.
Cascavel - PR
Atualizado às 05h23 - Fonte: Climatempo
17°
Poucas nuvens

Mín. 13° Máx. 25°

17° Sensação
12.9 km/h Vento
65.4% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (09/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 26°

Sol com algumas nuvens
Segunda (10/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 27°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias