Terça, 20 de Abril de 2021
(45) 99102-6309
Cotidiano Coronavírus

Diretor do Hospital São Lucas diz que ocupação está no limite

Médico fez uma exposição do quadro que o hospital vive no momento e teve pelo esgotamento de vagas

02/03/2021 16h31 Atualizada há 2 meses
Por: Da redação
Médico Luiz Carlos Toso, diretor clínico do Hospital São Lucas | Foto: Leo Rigon
Médico Luiz Carlos Toso, diretor clínico do Hospital São Lucas | Foto: Leo Rigon

O médico Luiz Carlos Toso, diretor clínico do Hospital São Lucas, de Cascavel, concedeu entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (2) para expor a situação diante do agravamento da pandemia. Ele relatou um aumento significativo do número de atendimentos nas últimas duas semanas, colocando a ocupação do hospital no limite. 

RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS PELO WHATS. ENTRE NO GRUPO

Segundo Luiz Carlos Toso, o Hospital São Lucas possui um total de 155 leitos. No início da pandemia, um piso do hospital foi isolado para receber apenas pacientes de covid-19, assim como o pronto-socorro também foi dividido em dois. 

Inicialmente, o hospital tinha 7 leitos de UTI exclusivos para covid. Hoje são 20 leitos, sendo que 17 estão ocupados. Relatou que há outros 7 pacientes em ventilação não invasiva, para tentar evitar o intubamento. Ele acredita que a capacidade da UTI logo vai se esgotar.

Questionado sobre a possibilidade de ampliação de mais leitos para atendimento de covid, o médico disse que isso obrigaria sacrificar algum outro setor. “Pra ampliar atendimento de UTI covid, nós teremos que abrir mão de outras. Para ter os 20 leitos de UTI atuais já abrimos mão de outras estruturas, o que dificulta atendimento de pacientes com outros problemas de saúde”, explicou. 

Luiz Carlos Toso disse que o hospital dispõe de 42 ventiladores e apenas três estão desocupados. Além dos leitos de UTI covid, a UTI geral e a UTI neonatal também precisam destes equipamentos. 

Outra solução que o hospital tem procurado é o atendimento dos pacientes menos graves em domicílio, inclusive com oxigênio, evitando que sejam internados. A unidade está consumindo de 7 a 8 vezes mais oxigênio do que consumia antes da pandemia. 

“O que deixa assustado é que nossa estrutura mais que dobrou e será pouco para atender”, lamenta o diretor clínico. "A maioria dos pacientes do Hospital São Lucas é de Cascavel. Há pedidos de outras cidades, mas que infelizmente temos que negar”, lamentou mais uma vez.

Número de atendimentos

Desde o início da pandemia, o Hospital São Lucas já atendeu 9.297 pacientes com problemas respiratórios, com suspeita ou confirmação de coronavírus. Destes, 1.103 tiveram exame confirmando a doença. 

Entre os pacientes confirmados, 890 tiveram alta e 48 entraram em óbito. O último óbito foi na noite passada. 

“As duas últimas semanas foram as piores que vivemos até aqui. Não se sabe até onde que isso vai”, finalizou o médico.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias