16°C 21°C
Cascavel, PR
Publicidade

Paraná lança programas de construção de creches e bolsas para cursos de TI

Programas inéditos focam em creches e capacitação tecnológica para jovens e crianças

11/06/2024 às 14h29
Por: Da redação
Compartilhe:
Ratinho Junior: “A educação do Paraná melhorou muito nos últimos anos"
Ratinho Junior: “A educação do Paraná melhorou muito nos últimos anos"

O Governo do Paraná lançou nesta semana dois programas inéditos para a educação que prometem ter grandes impactos no futuro do Estado. Um deles é o maior programa de construção de creches do País, com investimento de R$ 391 milhões para 300 novas unidades, ajudando prefeituras de mais de 250 municípios a atenderem a primeira infância. O segundo é o Talento Tech Paraná, que garante pagamento de bolsas a estudantes da rede estadual e das universidades públicas para estudarem Tecnologia da Informação, uma das profissões do momento.

“A educação do Paraná melhorou muito nos últimos anos. Conquistamos o primeiro lugar do País no Ideb e o Paraná atingiu, em 2023, o segundo maior patamar do Brasil de alfabetização de crianças. Além disso, chegamos à menor taxa de analfabetismo de pessoas com mais de 15 anos da história. Para continuar nesse caminho, muito mais do que os investimentos recorrentes na rede estadual, estamos abrindo novas frentes para ajudar municípios e jovens a sonharem com futuro mais promissor”, afirma o governador Ratinho Junior. 

O programa Infância Feliz vai atender até 13,8 mil crianças de 0 a 3 anos. A medida atende um pedido das prefeituras para reduzir o déficit de vagas na educação infantil. Há mais de 20 anos que o Governo do Paraná não lançava um pacote de construção de creches desse porte para apoiar os municípios. 

Essas creches deverão ser construídas em terrenos com pelo menos 1,2 mil metros quadrados, que serão destinados pelas prefeituras. O projeto arquitetônico será doado pelo Estado para as administrações municipais contratarem e executarem as obras. Os espaços contarão com três salas de aula, brinquedoteca, banheiros com fraldários, banheiros comuns (incluindo PCDs), solário, pátio coberto, jardim sensorial, sala de amamentação, lactário, refeitório, despensas e outros espaços. Elas terão capacidade para atender 36 crianças por período.

Além disso, as creches foram projetadas para facilitar a ampliação em caso de necessidade da prefeitura. Para isso, não será necessário derrubar paredes – a basta construir um anexo que também está dentro do projeto. Com a ampliação, a capacidade de atendimento sobe para 46 crianças por período.

Os recursos são fruto de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social e Família e a Casa Civil, com aporte do Tesouro Estadual, do Fundo para a Infância e Adolescência (FIA) e da Assembleia Legislativa do Paraná. O dinheiro será depositado diretamente nos fundos municipais e as prefeituras serão responsáveis pela licitação. Cada unidade deve receber cerca de R$ 1,3 milhão.

O Talento Tech Paraná é voltado para incentivar a formação de moradores de municípios com Índice Ipardes de Desempenho Municipal (IPDM) menor do que a média nacional, incentivando a geração de emprego e renda nessas localidades. Foram selecionadas 50 cidades e lançados dois editais de adesão de alunos do Ensino Médio e do Ensino Superior, contemplando mil pessoas nessa primeira etapa.

Os alunos da rede estadual vão receber R$ 1.350 e os das universidades R$ 1.500 para participar cursos de 10 meses. Além da bolsa, cada aluno receberá um notebook durante o aprendizado. As aulas serão híbridas, com parte do curso em EAD e aulas presenciais quinzenais. A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) será a responsável pela estruturação da grade, assim como organização com as demais universidades no auxílio para aplicação das aulas em cada região.

Além disso, o Estado já publicou um edital de chamamento público de empresas que desejem participar do Talento Tech. Além de capacitar os alunos, o projeto visa ampliar a empregabilidade desse grupo por meio de parcerias, impactando a economia local e contribuindo para o desenvolvimento regional endógeno sustentável.

Educação Especial

E esses dois programas ainda se somam a outro grande investimento na educação especial. Pela primeira vez na história o Governo do Paraná está construindo sedes para as APAEs, que geralmente funcionam em prédios alugados e que não são totalmente adaptados. A primeira unidade já foi inaugurada, em Nova Laranjeiras, fruto de um investimento de R$ 1,5 milhão. 

Outras 13 unidades estão em obras em diversas regiões: Altamira do Paraná, Ariranha do Ivaí, Douradina, Flor da Serra do Sul, Guamiranga, Nossa Senhora das Graças, Piên, Prado Ferreira, Rio Branco do Ivaí, Capitão Leônidas Marques, Nova Londrina, Santo Inácio e Tunas do Paraná. 

Além do dinheiro investido agora nas obras, o Governo do Paraná repassa anualmente R$ 480 milhões para as escolas de Educação Especial nos 399 municípios. Até 2027 o investimento será de R$ 1,9 bilhão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cascavel, PR
18°
Tempo nublado

Mín. 16° Máx. 21°

18° Sensação
2.8km/h Vento
92% Umidade
100% (0.36mm) Chance de chuva
07h18 Nascer do sol
05h54 Pôr do sol
Qua 18° 11°
Qui 21°
Sex 27° 14°
Sáb 17°
Dom 14°
Atualizado às 11h02
Economia
Dólar
R$ 5,44 +0,84%
Euro
R$ 5,82 +0,54%
Peso Argentino
R$ 0,01 +1,29%
Bitcoin
R$ 355,893,37 +3,38%
Ibovespa
122,126,68 pts -0.42%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias